Thor: os visuais do trovão

Thor: os visuais do trovão

Com a estreia do filme do PODEROSO THOR nos cinemas, muitas pessoas que não acompanham o personagem no mundo dos quadrinhos não fazem ideia do quão classico é o personagem dentro do Universo Marvel, e o quanto ele passou por releituras (e pelas agruras estéticas dos anos 90).

Veja abaixo um rapido apanhado do quanto o Deus do Trovão, desde sua primeira aparição, ganhou diversos visuais.

Logicamente, não ganhou do Homem de Ferro, que troca de armadura como quem troca de cuecas.

Classic Kirby: O uniforme de origem do personagem, que teve sua primeira aparição em JOURNEY INTO MISTERY #83, desenvolvido por Jack "The King" Kirby, e que vigorou por décadas.

Battle Armor: Quando Walter Simonson assumiu o título do Deus do trovão (permanência por muito tempo na vista) Ele inseriu o uso da barba no personagem, e desenvolveu, no final de sua fase no título, uma armadura, e transformou o capacete do personagem em um elmo.

Godpack: Teve sua primeira aparição em Thor# 475. Criada por Roy Thomas (roteiros) e MC Wyman (desenhista do personagem na época)... Bom, eu SEI LÁ porque resolveram fazer o Thor vestir essa roupa... Bem, eram os Anos 90, e além de anatomias estranhas, os uniformes não ficavam pra trás.

Powerless: A "versão mendigo" do Thor, quando Warren Ellis assumiu os roreiros da revista, com desenhos do brasileiro Mike Deodato (esta imagem não é dele). Thor estava usando o uniforme anterior, mas Ellis destituiu a "grandeza" de seus trajes, após Thor descobrir que seu histórico como deus não passava de um "implante de memória" e que ele e os demais Asgardianos eram na verdade uma raça alienígena tão avançada que aos olhos dos demais, pareciam "deuses".

Warrior: Com o Status Quo implementado por Warren Ellis naquele momento, Mike Deodato (que continuava na série) desenvolveu este design que apareceu pela primeira vez em Thor#502: uma mistura dos apelos visuais dos uniformes do "Image Comics Way"que imperava na industria. Corrente no Martelo (porque?), cabelo enorme (cuidado ao usar a latrina, Thor), capa alá Spawn, e a substituição do elmo com asas por uma máscara que mais parece de sparring de boxe (e com um "T" no meio da testa).

Heroes Reborn: Com Heroes Reborn, que tentou "reebotar"alguns personagens que estavam com baixas vendas, a Marvel incumbe a Rob Liefeld a missão de "reformular" os Vingadores, e por tabela, Thor. Você TEM CERTEZA que eu preciso comentar algo sobre este visual?

King: Visual criado por Dan Jungers e Stuart Immonen, e mostrado em Thor vol 2 #44. Muitos elementos da armadura de Walter Simmonson e o visual de Kirby, em uma das fases mais memoraveis pelos fãs, quando Thor é considerado uma divindade por humanos também, a ponto de influenciar culturalmente e politicamente nações da Terra, o que coloca-o em choque com muitas, muitas pessoas que não ficaram nem um pouco satisfeitas com isso.

2nd Battle Armor: Criada por Dan Jurgens e o brasileiro Joe Bennet, e mostrada a partir de Thor vol 2 #60 esta armadura é usada no ápice da saga descrita acima. Thor não estava para brincadeiras, e o leitor seria jogado em um futuro não muito animador da humanidade, resultante das ações do Deus do Trovão.

Ultimate: Revendo personagens para novos leitores, a Marvel apresentou The Ultimates, versão, pode-se dizer, "realista" dos Vingadores, por muitos condiderado o pontapé inicial dos planos da Marvel Studios para o cinema, ou pelo menos como queiram apresentar seus personagens na telona. A visão de Thor apresentada por Mark Millar e Brian Hitch mostra um personagem que até mesmo o leitor tem dúvidas se ele é um Deus ou um louco que acha que é uma divindade. Neste visual, os famosos circulos do seu uniforme, criados pro Kirby nos anos 60, ganham finalidade, como que catalizadores da energia elétrica que é lançada pelo seu martelo.

Neo Retro: Após a saga "Guerra Civil", com o personagem dado como morto, J. Michael Straczynski e Olivier Coipel trazem o Deus do Trovão de volta ao Universo Marvel, em Thor Vol 3 #1. Coipel fez uma excelente re-leitura do classico design de Kirby, trazendo velhos elementos, e muitas vezes adaptando-os. Visual este que serviu muito de base para o visual utilizado no filme.

 

 

Deixe um comentário

comments