O Autodidata – Por Elisa Kwon

O Autodidata – Por Elisa Kwon

Veja aqui um interessante artigo publicado pela nossa amiga e colega Elisa Kwon, sobre os caminhos que por muitas vezes um artista autodidata trilha. São observações importantes, vindas de uma autora que tem batalhado e conseguido diversas realizações em sua carreira. Dona de um estilo unico na linha de traço com influência nos quadrinhos Japoneses, Elisa Kwon começou nos fanzines e atualmente vem trabalhando com estúdios de animação e editoras do exterior, entre elas , a conhecida TokyoPop.

Este texto foi originalmente publicado em seu DeviantArt, e cedido gentilmente para publicação aqui no site do Curso Dinamo HQ. Didático e claro, ele exemplifica bem uma opinião não só dela, mas de muita identificação conosco, e logicamente, serve de um bom conselho para muitos desenhistas iniciantes, que por muitas vezes, negam-se a oportunidade de aprimoramento, no estudo de técnicas e diversificação de estilos.

Olá :)
Fazia tempo desde o meu ultimo texto sobre qualquer assunto envolvendo desenho, não?! Hehe ^^;

Quando me dei conta disso já comecei a formular algum outro assunto q eu sempre quiz falar a respeito.;
Já havia mencionado antes, mas acho q esse assunto já merece um texto por si só.

O artista autodidata.
Aquele que por diversas rasões aprendeu a desenhar por conta propria. Sem professores, sem cursos, sem auxílio.
Com certeza é um caminho bem penoso e mais demorado, independente do talento que um artista possa ter. Alguns acabam aprendendo com mais rapidez que outros porque treinaram seus olhos e aguçaram sua percepção das formas ao seu redor.
Quando se aprende a desenhar em cursos, o professor já o direciona às maneiras mais fáceis e praticas de aplicação de materiais, enquanto o autodidata acaba aprendendo com muitos testes de erros e acertos. Mas eventualmente acabam os dois chegando ao mesmo ponto.

Eu particularmente já me deparei com muitos artistas que enchem seus peitos e se acreditam ter uma certa superioridade pelo simples fato de terem aprendido sozinhos e com mais ninguém. (e infelizmente eles são muitos @_@) Com certeza é um mérito aprender coisas mais complexas sozinhos. Não é algo para poucos.
MAS até mesmo um autodidata encontra barreiras que não pode superar sozinho e NECESSITA recorrer à ajuda. Buscar por mais informação e saber aprender coisas novas é o q diferencia um artista de um ótimo artista. Ele se torna versátil e sabe o que está fazendo, e não faz as coisas por puro instinto.
Veja bem, instinto e improviso são elementos importantes para o artista, mas se limitar a eles deixa seu trabalho sem rumo e sem objetividade.

Imagine um bolo de casamento. Precisa ser bonito, bem equilibrado e ornamentado. Se de repente você começa a colocar detalhes aqui e ali, e depois acha q chocolate por cima daria um bom resultado, e depois morangos, pêssego, granulado, etc……..quando vc pára para ver o resultado final, você tem uma grande salada mista e o q deveria ser simples e bonito, se tornou uma alegoria de carnaval.

Um recursos a quem muitos recorrem são os tutoriais. São as fórmulas já preparadas por outros artistas e que você segue para tentar absorver algo.
Elas são de alguma ajuda inicial, mas as pessoas passaram a depender demais de tutoriais. Tutoriais são nada mais do que UMA visão e forma de trabalhar de um artista. E ele não mostra e muito menos explica detalhadamente os elementos mais importantes da obra: o uso das cores, o contraste da luz e da sombra, o foco de luz, a reflexão e refração da luz, a composição….Tantas coisas que e englobam uma ilutração e o artista iniciante pensa em apenas uma coisa: “qual pincel você usou?” O.o”….
Mesmo se o artista disser qual pincel usou…..você não vai saber o que fazer com ele porque há muito mais coisas envolvidas do que um simples pincel.

Muitas pessoas que tentam aprender por conta propria acabam se apressando tanto em querer saber ‘COMO APLICAR’, que se esquecem do mais imporante q é o ‘ POR QUE APLICAR’.

Atualmente há muitos livros, referências e galerias de artistas que você pode pesquisar e aprender muito mais para a alegria do autodidata. Mas o artista não deve apenas olhar desenhos, ele deve ESTUDAR!
E acredite, há muitas coisas para se estudar:

– Anatomia: Ossos, músculos, tridimensionalidade das formas, corpo em ação, intensidade de uma ação.
– Cores: uso da transparência, cores opacas, cores neutras, cores primárias/secundárias/complementares, contraste de cores,…..
– Estilos e técnicas: impressionismo, realismo, pintura á óleo, aquarela, acrilica, pastel, textura de papéis, pincéis, etc….
– Construção: composição, equilibrio, fuxo, organização dos elementos, perspectiva, etc….

E muitas dessas coisas são teóricas e nem por isso são difíceis. Apenas exigem sua atenção e dedicação.
E essa lista pode continuar infinitamente, pq há muitas coisas para se aprender e provavelmente você não aprenderá todas até o fim da sua vida.

E se você é uma pessoa q quer muito aprender mangá, faça o seguinte:
-Estude anatomia tradicional!

Não parece ter muito sentido? Então deixe-me explicar…
O ‘estilo mangá’ nada mais é do que uma estilização do desenho tradicional. Todas(ou quase todas) as leis do desenho acadêmico se aplicam ao mangá. Você vai desenhar uma menina sentada…..você precisa saber a estrutura de uma menina real sentada. E só depois que você entende a anatomia de uma menina sentada é que você vai desenhar isso passá-lo para a estilização mangá.
Quando você tem um entendimento tridimensional do corpo humano, o desenho fica MUITO mais fácil e você pode usar e abusar de vários ângulos e ainda desenhar qualquer coisa porque essa é a sua base.
Aprenda o material bruto, para depois você estilizá-lo à vontade.
E isso exige muito treino!
E quando eu digo muito treino, eu quero dizer muitos anos! Então não desista e sempre busque por mais.

Lembre-se que há uma grande diferença entre desenhar mangá e saber apenas desenhar mangá…

[ad#demo-advert]

Deixe um comentário

comments

2 comentários sobre “O Autodidata – Por Elisa Kwon

  • elisa kwon adoraria faser parte e aprender um pouco seria o suficiente para que eu como cartunista auto didata podese vender meu trabalho para os jornais locais moro no litoral paulista cujo qual torna quase que imposivel faser um curso dessa importancia . nasci artista mais me cinto muito solitario me ajudem . . . fone 12 3867 1869 um milhao de beijos .

Os comentários estão fechados.