Morre Al Williamson, desenhista de Star Wars

Morre Al Williamson, desenhista de Star Wars

Neste dia 13 de junho, morreu, aos 79 anos, o desenhista e arte-finalista Al Williamson.

O veterano artista nascido em 1931, passou grande parte de sua infância na cidade de Bogotá, na Colômbia antes de voltar para os EUA, já aos 12 anos de idade. 
Em sua juventude, Williamson desenvolveu um interesse em histórias em quadrinhos, em especial Flash Gordon, quando este fora criado por Alex Raymond. Formado em artes na Cartoonists Burne Hogarth School, fez amizade lá com o cartunistas Wally Wood e Roy Krenkel, e logo depois, como seus colegas, estava trabalhando no mercado da indústria de quadrinhos norte-americana. Seus trabalhos mais notáveis incluem as hqs de ficção científica que fez para a EC Comics na década de 1950, em títulos como Weird Science e Weird Fantasy.

Em 1960, ele ganhou reconhecimento ao assumir a arte das páginas de Flash Gordon, desenhando a criação de um dos autores que mais o influenciaram (Alex Raymond), e foi um dos principais colaboradores das revistas de terror em preto e branco Creepy e Eerie, da Warren Publishing.

Na decada de 1970, Williamson trabalhou em outra criação Raymond, o Agente Secreto X-9.

A década seguinte fez seu nome despontar para nova geração de leitores de quadrinhos com sua arte adaptando os filmes da série Star Wars para revistas em quadrinhos E tiras de jornal. A partir de meados da década de 1980 a 2003, ele era ativo principalmente como arte-finalista em títulos de super-heróis da Marvel Comics, estrelado por personagens como Demolidor (como a mini-série Demolidor – O Homem sem Medo, de Frank Miller e John Romita Jr.), Homem-Aranha e Spider-Girl.

Williamson foi influência estética em um número grande de jovens artistas, e incentivou dando suporte no incio da carreira de muitos já consagrados, como Berni Wrightson e Mike Kaluta.

A cerca de uns 10 anos, Williamson estava aposentado, vivendo na Pensilvânia com sua esposa Corina, nos deixou em 13 de junho deste ano, em Nova York.


Deixe um comentário

comments