Cadernos de Ensino usam HQs em material pedagógico.

Cadernos de Ensino usam HQs em material pedagógico.

Por Sidney Gusman, no site UNIVERSO HQ

Quem tem filhos de até 13, 14 anos ou convive com crianças que cursam o ensino fundamental sabe que os materiais didáticos, vez ou outra, utilizam trechos de histórias em quadrinhos para ensinar determinado assunto – o que mostra o quanto a arte sequencial pode ser utilizada como ferramenta educacional.

Fundação Padre Anchieta, em sua linha de cadernos de apoio e aprendizagem para 2010, dedicou grande espaço para a chamada nona arte.

No volume 1 do caderno de Língua Portuguesa para o 7º ano, por exemplo, são mais de 110 páginas para ensinar a matéria fazendo uso das histórias em quadrinhos.

São abordados temas como narrativa, análise de textos e imagens, história de personagens, onomatopeias, significado de termos como gibi e mangá, adaptações de clássicos da literatura, criação de fanzines e muito mais. Tudo tendo os quadrinhos como pano de fundo.

No livro há menções a personagens como Calvin, Tintim, Hulk, Superman, Mônica, Homem-Grilo, Yellow Kid; a obras como O Alienista dos gêmeos Fábio Moon e Gabriel Bá, O Tico-TicoKiki, de Adão Iturrusgarai; e até a resenhas do Universo HQ e de outros sites.

Os cadernos de apoio e aprendizagem da Fundação Padre Anchieta, nas disciplinas Língua Portuguesa e Matemática, são distribuídos aos alunos e professores das escolas de ensino fundamental da rede municipal de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Educação.

Complementam os materiais vídeos que foram produzidos para serem exibidos em sala de aula, de forma a tornar o aprendizado mais lúdico e atraente.

ReproduzirReproduzir

Deixe um comentário

comments